Portal oficial RCC Bragança Paulista

Este espaço se propõe a criar oportunidades de autoconhecimento, ou seja, momentos para nos conhecermos, refletindo a respeito de: nossas capacidades e limitações, nosso modo de agir e pensar, nossas características pessoais e modo de ser, dentre outras. Neste sentido, nos inspirando na frase de Santo Agostinho, que diz: “Conhece-te, aceita-te, supera-te” demos o nome para este Projeto de “Conheça-te”.

Semanalmente, serão postados pequenos textos convidando cada leitor a refletir sobre assuntos do dia-a-dia ou temas específicos. Teremos também momentos interativos visando troca de ideias, esclarecimentos e orientações.


Ana Paula Serigatti de Oliveira, é casada, mãe de duas filhas. Formada em Psicologia pela PUC-SP e Pedagogia pelo ISESP Singularidades-SP, atua como psicóloga e é serva do grupo de oração ‘Adoradores do Senhor’, em Caieiras.


E-mail psicologia@rccbragancapaulista.com.br

  • OLHAR PARA O NOVO

    A questão não é negar o passado, o que se viveu e emocionou positiva ou negativamente, este caminho trará certamente mais dor. No entanto, se fixar nele e fechar as possibilidades do novo é uma escolha comprometedora, no mínimo.

  • MUDAR: PORQUE? PARA QUEM?

    As ideias que nos ajudam a pensar são: Para que mudar? Para quem mudar? Se a resposta for, por exemplo, algo assim: para agradar, para não perder o emprego, para ser gentil, para não decepcionar, etc, acredito que estamos perdendo tempo

  • A IMPORTÂNCIA DOS CONFLITOS

    É muito comum ouvirmos os outros (ou até nós mesmos)fazendo reclamações da vida: nos queixamos do trabalho que não está bom; do chefe que persegue e é grosso; do(a) companheiro(a) que não compreende e é distante; dos filhos desobedientes e rebeldes e de tantos outros relacionamentos e situações que nos angustiam e tiram a nossa paz.

  • ENCARANDO A VIDA

    Conversando com uma colega, ela me dizia que,recentemente, ao retornar ao médico para levar os resultados de exames acabou descobrindo que vários destes estavam com valores elevados, e que no ecocardiograma, apareceu uma discreta dilatação no calibre de suas artérias, o que poderia estar relacionada com hipertensão.Nada tão grave assim, mas necessitava de cuidados.

  • PEQUENOS DETALHES, GRANDES DIFERENÇAS

    Estava no cabelereiro um dia destes quando uma cena me chamou a atenção. Ao me levantar do lavatório, logo a minha frente vejo uma mulher sentada, fazendo luzes em seu cabelo e ao seu lado, no chão, um bebê, de aproximadamente um mês, dormindo no bebê conforto.

  • UM DÍALOGO VERDADEIRO E ABERTO

    Gosto sempre de observar cenas do cotidiano e refletir sobre elas, pois falam sempre de nós mesmos. Já perceberam como é mais fácil ver os “defeitos” dos outros e até corrigi-los do que enxergar os nossos?

  • AS EXPECTATIVAS QUE CONSTRUÍMOS

    Nestes dias ouvi dois diálogos que me chamaram atenção:

  • AUTOESTIMA PARTE II

    No texto anterior, percebemos o quanto é fundamental para a construção da autoestima que o relacionamento familiar favoreça um ambiente positivo,

  • AUTOESTIMA PARTE I

    Outro dia me encontrei com uma garotinha de 4 anos no elevador. Ela estava sozinha e quando me viu foi logo dizendo, com imenso orgulho…